• Vinicius Uhlmann

Motivos para ter um equipamento de refrigeração com modo elétrico para resfriamento do baú

Já abordamos aqui no blog sobre os tipos de equipamentos de refrigeração de um baú frigorífico, que se dividem na forma como o compressor do sistema é acionado. Em resumo, podem ser usados os seguintes sistemas:


  • Acoplado: quando utiliza o giro do motor do próprio caminhão (sistema muito parecido com o funcionamento dos ar condicionados dos carros);

  • Diesel: quando o equipamento tiver um motor independente só para ele;

  • Elétrico: quando possui um motor elétrico acionado pela rede de energia através de tomadas fixas.

O desafio de manter a integridade de uma carga fria durante todo o transporte gera alternativas de como mantê-la refrigerada dentro das normas vigente. Desde a pré-refrigeração até a entrega da carga, a temperatura dentro do baú deve se manter estável.


Uma das maneiras de resfriar o baú é usar um motor elétrico, que pode trazer boas vantagens para o transporte frigorífico, como economizar combustível, dar segurança à carga nas paradas e diminuir a emissão de CO2 na atmosfera.


Neste artigo, entenda por que essas 4 vantagens podem fazer a diferença no seu negócio. Siga a leitura.


A refrigeração do baú


Normatizado pela NBR 14710, o transporte de cargas refrigeradas precisa obedecer a um conjunto de procedimentos para que a carga seja deslocada corretamente. A começar pela pré-refirgeração. A NBR determina que o caminhão baú só seja carregado depois de um processo de resfriamento, com temperatura estabilizada. Isso significa que ela precisa se manter estável por 15 minutos.


Para se chegar a esse estado, o sistema de refrigeração precisa ser acionado, podendo usar um motor a diesel independente, usar um equipamento acoplado ao motor do caminhão ou um motor elétrico. Todos geram energia, elétrica ou mecânica, para que o compressor consiga baixar a temperatura no baú frigorífico ao nível desejado.


Com o baú carregado, é necessário manter essa temperatura estável por todo o caminho, independente de paradas. Portanto, o compressor, que mantém o baú refrigerado, precisa funcionar sem interrupções de ponta a ponta do frete.


Esses processos podem acontecer com o motor do caminhão ligado, consumindo combustível por um período de tempo. E, a depender do equipamento usado, é necessário o acionamento do motor para a manutenção da temperatura do baú.


Refrigeração com motor elétrico


Como mencionado acima, o compressor responsável pela refrigeração do baú necessita de uma fonte de energia. O motor elétrico tem se mostrado um dos mais eficientes, tanto econômica quanto tecnicamente. Seu uso proporciona algumas vantagens para o transporte, como explicado abaixo.


1. Economia de combustível



O uso de um motor elétrico no equipamento acoplado permite que a pré-refrigeração seja feita sem dar a partida no motor do caminhão. Assim, o diesel necessário para manter o caminhão na lenta, que tem um custo considerável na composição do preço do frete, não é usado nesse processo. No caso, o motor elétrico é ligado na tomada para iniciar o resfriamento do baú frigorífico, sem a necessidade do uso da rotação do motor do caminhão, economizando combustível. Em grandes frotas, isso significa economia de escala, uma vez que é comum o carregamento dos caminhões ser feito muitas horas antes do início do frete.



2. Menor desgaste e manutenção no motor do caminhão


O motor de um caminhão não é projetado para se manter por longos períodos na lenta. Isso prejudica a lubrificação e a refrigeração do bloco como um todo, o que leva a um desgaste prematuro do elemento mais caro do carro. O uso do motor elétrico para a refrigeração do baú também auxilia no menor desgaste do motor do caminhão, que deixa de ser usada em uma condição não ideal para o seu funcionamento. Isso contribui também para a diminuição dos custos de manutenção.



3. Segurança da carga em paradas e imprevistos


Uma das maiores vantagens do motor elétrico para o resfriamento do baú é não depender diretamente do motor do caminhão para gerar energia para o compressor. Assim, durante paradas para o descanso do motorista, para fiscalização em estrada ou mesmo por problemas mecânicos do caminhão, o motor elétrico garante a estabilidade da temperatura no baú frigorífico. A carga, dessa forma, se mantém íntegra até a chegada ao seu destino. O motor elétrico pode servir, também, de backup, caso o equipamento acoplado apresente problemas.



4. Diminuição da emissão de carbono


A questão ambiental também pode entrar nessa conta. A diminuição de emissão de carbono na atmosfera é uma demanda social e do mercado, que exige um transporte cada vez mais limpo. Transportadoras são constantemente pressionadas a tomar medidas de diminuição do impacto de suas atividades no meio ambiente. O uso do motor elétrico no equipamento acoplado ajuda no uso da energia limpa na refrigeração da carga, uma vez que reduz o uso de diesel e, consequentemente, a emissão de dióxido de carbono na atmosfera.


A escolha do caminhão para o transporte frigorífico pode vir acompanhada também da melhor escolha do sistema de refrigeração do baú. O modo elétrico acoplado pode trazer esses benefícios, que podem ser bem explorados como diferenciais competitivos do negócio.


Este artigo foi útil para você? Assine a nossa newsletter e receba atualizações sobre o tema diretamente no seu e-mail.

416 visualizações

Estamos à disposição para atendê-lo!

Visite nossas redes sociais!

ENCONTRE-NOS
VOLTE SEMPRE
NOSSOS PRODUTOS

- Baús Frigoríficos

- Carrocerias Isoladas

- Equipamentos de Refrigeração

- Isolamento de veículos

- Reforma e reparo de carrocerias

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
NOSSO TELEFONE

(81) 3271.3066 | (81) 99961.5068

NOSSO EMAIL
NOSSOS HORÁRIOS

Segunda a Sexta, das 08h00 às 17h30.

Estamos localizados na

BR-101 SUL 4005, Bairro do Barro

Recife/PE

CEP: 50780-627

 

© 2019 BXR Indústria | 10.390.807/0001-31 | Todos os direitos reservados.